Friday, May 15, 2009

De noite, eu rondo a cidade...

Quem atua nos bares noturnos é obrigado a cantar, todas as noites, essa música - sempre aparece alguém pedindo e você, que não pode negar, entoa a melodia e recita as palavras do hino dos notívagos: RONDA!

Houve uma época em que jamais pensaria em trabalhar "na noite", diariamente cantar no mesmo lugar - achava um tédio e meio brega!
Mas o convite que recebi do maestro Garoto, com que já havia gravado muitos jingles, era para trabalhar num lugar muito chique e especial, o recém inaugurado happy hour do Alfred Hotel (localizado na Senhor dos Passos, logo abaixo da esquina com a Otávio Rocha).
Outro atrativo: o horário; começava cedo, às 19:30 e terminava também cedo, às 23 horas - depois do show, íamos ao restaurante do hotel jantar - Garoto (piano), Aloísio (baixo) e eu, a lady crooner, apelido que recebi pela primeira vez numa crítica de jornal do Danilo Ucha e acabou "pegando"...
O Alfred também me vestia, sempre com roupas em vermelho e preto, que eram as cores do bar, com uma decoração sofisticada e com toques internacionais - o serviço, a música (preponderância de jazz), enfim, o padrão estrangeiro de casa noturna.

Durante quase dois anos, o Thifany's tornou-se referência de happy hour, na cidade - quem era "importante" ia lá!
Elói Celente trouxe muita gente interessante e/ou famosa para os charmosos assentos do bar - mulheres bonitas, personalidades, políticos, artistas (quem vinha fazer show na cidade, passava pelo bar para dar uma canja)... e muitas cantoras que invejavam minha posição.



As fotos que tirei, encomendadas pelo Elói, saíam em muitas matérias, que ajudavam mais ainda a criar a atmosfera elegante e cool do Thifany's:








Foi um período bastante efervescente da minha vida, convivendo com um mundo que era novidade para mim: alta-sociedade, gente com muito dinheiro e poder, famosos... apesar disso, não me deslumbrei e depois de um tempo, todo aquele brilho começou a me cansar (assim como as pessoas também descobriam novos lugares para frequentar...).
É verdade que mesmo as melhores coisas e situações acabam por atingir um ponto de saturação e isso sinaliza que é hora de mudar, de saltar fora!



Um pouco antes de sair do Thifany's, fui procurada pelo Luiz Otávio, cantor do Conjunto Melódico Norberto Baldauf, me contratando para ser cantora-convidada em uma apresentação que eles fariam, marcando o reinício de suas atividades musicais.
Já tinha me prometido que "bailes nunca mais!", mas como seriam pouquíssimas apresentações, enfim, uma coisa muito light, acabei cedendo e comecei a ensaiar com eles.

Mal sabia que ficaria 22 anos cantando ao lado deles... mas isso é assunto para outros posts!

2 comments:

Claudia said...

Vera!Como vc é bonita!!
Quanto talento!!
Bjs,Claudia..

Vera Falcão said...

Puxa, Claudia, vc sabe como promover a auto-estima de uma pessoa... rs
bjs e obrigada!